Blog

OS BEATLES, PETER DRUCKER E O TRABALHO EM EQUIPE

Os Beatles são reconhecidos como a maior banda de rock de todos os tempos, presente em 9 entre 10 listas especializadas. Nenhuma banda vendeu tantos discos e foi tão influente quanto eles. Além de hits conhecidos e álbuns geniais, contribuíram com a globalização do rock e revolucionaram o mundo da música com inovações e conceitos criados por eles ou por causa deles, como shows em estádios, videoclipes musicais, campanhas de marketing, letras das músicas nos encartes dos discos, programa de TV com transmissão mundial via satélite e migração da audiência para rádios FMs, para citar algumas.

Além disso influenciaram mundialmente nos costumes, estilo de roupas e cortes de cabelo dos jovens. Uma verdadeira revolução, que obrigou a imprensa britânica a criar um novo termo, a “Beatlemania”, para descrever o impacto da banda no mundo. Mas o que também chama a atenção é que os “Fab Four”, ou quatro fabulosos, John, Paul, George e Ringo, não constam individualmente nas principais listas especializadas dos melhores instrumentistas ou vocalistas de todos os tempos, salvo pouquíssimas exceções, embora tiveram carreiras solos bem sucedidas após o fim da banda.

Os Beatles são “fabulosos” juntos, um case de sucesso incrível como trabalho de equipe, que envolveu outras pessoas também, como o lendário produtor George Martin. Peter Drucker, considerado o “pai da administração moderna” e autor de dezenas de livros na área de gestão empresarial afirmava que a realidade mais comum nas empresas, são pessoas que atuam em diversos setores trabalhando em grupo e não em equipe e os resultados, mesmo sendo aceitáveis, não vão além do esperado.

Segundo ele, a maioria dos executivos ainda precisa entender que a solução para uma empresa ser competitiva e diferenciada num mercado onde recursos, tecnologia e informação são acessíveis a todos, é o trabalho em equipe. A tarefa é desafiadora e não é simples, mas é possível: fazer pessoas comuns, com talentos, habilidades e personalidades diferentes, se tornar uma equipe extraordinária, capaz de produzir resultados incríveis, trazendo satisfação individual e coletiva dentro da empresa.

 

Dilson Kleinhans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *